Categorias

Picanha vegetal é a primeira entrega delivery na América Latina e foi autorizada pela Anac

Ponto de chegada do primeiro drone transportando picanha vegetal em Santana do Parnaíba/SP. Foto: Divulgação

 

 

A notícia inédita foi divulgada  pelo site Vegazeta sobre o veganismo, repercutindo informação do  portal Infood, sobre o transporte do alimento do Parque Ecológico de Barueri, com destino a Santa do Parnaíba, em São Paulo.  

O produto selecionado para a primeira entrega autorizada foi a picanha vegetal do açougue vegano No Bones, da capital paulistana. 

A experiência foi realizada dia 19/6 pela Aceleradora de Restaurantes e SpeedBird Aero  para o teste de entrega por drone com apoio da Infood. 
Confira abaixo,  os detalhes desta “primeira viagem” de entrega.

 

Segundo o portal Infood, foi a primeira ação de delivery de alimentos por drones da América Latina. A iniciativa organizada pela Relp! Aceleradora de Restaurantes, No Bones The Vegan Butcher Shop e SpeedBird Aero teve a inédita autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) junto com a Força Aérea Brasileira (FAB).

O equipamento, que carregava a primeira picanha vegetal do mundo, da rede de açougue vegano No Bones, saiu do Parque Ecológico de Barueri, próximo à Avenida. Dr. Dib Sauaia Neto, em Alphaville, com destino a Santana do Parnaíba.

O drone percorreu distância de pouco mais de um quilômetro até chegar ao seu destino, um condomínio residencial em Alphaville, município de Barueri. A entrega levou oito minutos e o produto foi recebido por um courrier da empresa no condomínio, que o levou da portaria até a casa do cliente.

Segundo a Relp!, além da velocidade na entrega, os drones são capazes de garantir maior qualidade dos alimentos, mantendo-os intactos e com bom controle de temperatura.

“Diante desses benefícios, é possível concluir que as ‘entregas do futuro’ têm tudo para conquistar o coração do público, garantindo menos tempo de espera, maior qualidade e zelo pelo alimento”, afirma Dennis Nakamura, sócio da Relp! Aceleradora de Restaurantes.

A primeira versão do drone da SpeedBird Aero conta com tecnologia de hardware e software desenvolvidos no Brasil. Os aparelhos não tripulados podem transportar até dois quilos de carga por distâncias de até cinco quilômetros e o objetivo é manter a qualidade na entrega de alimentos, sem riscos.

 

O drone que carregava a primeira picanha vegetal do mundo, da rede de açougue vegano No Bones partiu do Parque Ecológico de Barueri, em SP. Foto: Divulgação

No Bones

No Bones – The Vegan Butcher Shop é o primeiro açougue vegano de São Paulo e teve suas operações iniciadas em 2016.

Entregas com drones

Os testes com drones chegam em um momento de adaptação do mercado brasileiro a tendências iniciadas no exterior, principalmente por gigantes como a UberEats, que recentemente realizou testes e está promovendo a ideia de expandir suas entregas por meio desse método.

O propósito foi adquirir eficiência logística já que os drones devem ser capazes de superar o tempo médio de entregas feitas por motos. Mesmo tendo tecnologia para voos autônomos, sem um piloto comandando, os testes de delivery foram e estão sendo realizados por um piloto de drones experiente, sobrevoando apenas áreas não habitadas.

 

Imagem do controle espacial do drone integrado com a tecnologia de GPS e 4G. Foto: Divulgação

Processo de aperfeiçoamento

Atualmente ainda existem muitas barreiras para tornar esse tipo de delivery por drone comercial. O que dificulta esse tipo de entrega são as incertezas sobre os equipamentos – como risco de pane de software e hardware, colisão entre drones e com pássaros e perda de sinal de equipamento.

A previsão é de que ao longo dos próximos meses boa parte dessas incertezas sejam sanadas nos testes da Speedbird Aero ou até mesmo nos testes que ocorrem em outros países.

Fonte: Infood, Vegazeta

 

Serviço Diário Verde

Confira no vídeo a primeira experiência do vôo delivery com drone para entrega da picanha vegetal do No Bones  

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + 15 =